Ínicio Casos de Estudo

OpenBook Arquitectura utiliza o Revit

Questões

Questões:





Um virar de página na abordagem do projecto

« A aplicação foi fundamental no encontro das soluções arquitectónicas e na minimização de erros de projecto, na compatibilização das diferentes especialidades, quer de engenharia, sinalética, iluminação… » Rodrigo Sampayo, partner e arquitecto da OpenBook Arquitectura

A OpenBook tem uma ampla experiência, fruto dos anos de trabalho dos seus fundadores e colaboradores. A empresa tem a particularidade de oferecer um serviço chave na mão disponibilizando, desde o estudo de viabilidade económica, o due-dilligence técnico, até à entrega da obra e sua manutenção. 

Segundo Rodrigo Sampayo, arquitecto e fundador da empresa, « a actividade desenvolvida ao longo de 17 anos determinou a necessidade de criar um novo produto na área da construção, que abrangesse toda a cadeia de valor, desde a consultoria imobiliária à obra. » 

Sendo um gabinete de arquitectura, as aplicações de desenho são críticas para o negócio. Antes de optar pelo Autodesk Revit, por volta de 2002, os integrantes da actual equipa da OpenBook Arquitectura. utilizavam o AutoCAD versão 2D e « muito esporadicamente a versão 3D ». Por outro lado a modulação era feita, como explica Rodrigo Sampayo, em regime de outsourcing. Mas chegou a um ponto em que este sistema já não satisfazia as necessidades da empresa, dado que não permitia a integração da base de dados no modelo e consequente visualização. Foi então que a OpenBook Arquitectura. se virou para o Autodesk Revit. « Somente com o aparecimento do Autodesk Revit houve, em nosso entender, uma mudança de página na abordagem do projecto (...) Foi de facto o primeiro produto que transformou o projecto gráfico numa potente base de dados. » 

Actualmente a OpenBook dispõe de várias licenças desta solução e, segundo Rodrigo Sampayo, prevê a necessidade de adquirir mais. Acrescenta, « as vantagens de integração, aumento de produtividade e um melhor produto final foram difíceis de resistir. » 

A aplicação permitiu o desenvolvimento dos serviços disponibilizados pela empresa. « A integração do projecto e a sua visualização em tempo real, associada à facilidade de extrair os documentos técnicos necessários e à produção de imagens foto realísticas é, sem dúvida, uma mais-valia no conjunto de todo o serviço », afirma Rodrigo Sampayo. O interface intuitivo e a relativa facilidade de aprendizagem contribuíram para a satisfação de Rodrigo Sampayo. 

De entre os muitos projectos desenvolvidos pela OpenBook Arquitectura., composta por 17 colaboradores destaca-se o projecto das Galerias Ritz. Trata-se de um conjunto edificado, composto por: 4500 metros quadrados de escritórios, 3000 metros quadrados de área comercial e 5000 metros quadrados de estacionamento, localizado junto ao Hotel Ritz, bem no centro de Lisboa. 

A OpenBook Arquitectura. ficou totalmente responsável pelo projecto, sendo que Rodrigo Sampayo considera que o Autodesk Revit foi essencial no desenvolvimento do mesmo. A aplicação foi « fundamental no encontro das soluções arquitectónicas e na minimização de erros de projecto, na compatibilização das diferentes especialidades, quer de engenharia, sinalética, iluminação, … », afirma e acrescenta « sem o Autodesk Revit seria praticamente impossível executar o projecto, tal como foi feito,num curtissimo espaço de tempo ». 

« ...sem o Autodesk Revit seria praticamente impossível executar o projecto, tal como foi feito, num curtíssimo espaço de tempo » Rodrigo Sampayo, partner e arquitecto da OpenBook Arquitectura. 

Implementação, Formação e Suporte Técnico
Luso Cuanza Portugal

 

Imagem
Imagem
Imagem