Ínicio Arquivo

Nas obras públicas este foi o melhor primeiro semestre desde 2011

 2017-08-14

A AICCOPN publicou o seu Barómetro das Obras Públicas relativo ao primeiro semestre do ano e a principal conclusão é que este foi o melhor primeiro semestre do ano desde 2011. 

De seguida transcrevemos a análise aos dados que pode encontrar no Barómetro das Obras Públicas da AICCOPN.

Concursos promovidos

No primeiro semestre de 2017, o total de concursos de empreitadas de obras públicas promovidos, ou seja, objeto de abertura de procedimento e respetivo anúncio em Diário da República, atingiu os 1,480 milhões de euros, mais do dobro (103 %) que o verificado no período homólogo de 2016. O volume total de concursos anunciados no primeiro semestre do ano é o mais elevado desde o primeiro semestre de 2011.

Contratos Celebrados

O volume total de contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas no primeiro semestre, no âmbito de concursos de obras públicas, situou-se nos 522 milhões de euros, ou seja, mais 80% que o verificado em 2016. Assim, o diferencial entre obras anunciadas e contratação celebrada atinge já os 957 milhões no corrente ano. Os contratos celebrados em resultado de Ajustes Diretos situaram-se nos 310 milhões de euros, mais 37% em termos homólogos. Desta forma, o total de contratos celebrados e reportados no primeiro semestre de 2017 foi de 896 milhões de euros, mais 64 % que em 2016 e constitui, também, o melhor registo desde 2011.

Para consultar o Barómetro das Obras Públicas da AICCOPN clique aqui.

Reabilitação Urbana termina 2º trimestre de 2017 com crescimento acentuado no nível de atividade e carteira de encomendas

De acordo com a informação recolhida no inquérito mensal realizado pela AICCOPN aos empresários que operam no segmento da Reabilitação Urbana, relativo ao mês de junho, verifica-se um aumento do nível de atividade de 24,1%, em termos homólogos trimestrais.

Por sua vez, o indicador que mede a evolução da Carteira de Encomendas volta a apresentar um crescimento bastante significativo no período em análise, com uma variação de 46,8%, em termos homólogos trimestrais. 

A Produção Contratada em meses, ou seja, o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, fixou-se em 7,4 meses, o que, não obstante representar uma queda face ao mês anterior, traduz um aumento de 17,1%, em termos homólogos.


Aproveite também para ler o Barómetro completo da Reabilitação Urbana da AICCOPN.

Por Engenharia e Construção em 3 de agosto de 2017